Recomeçando outra vez

Cláudia Bodart - Fisioterapeuta CREFITO 2-14257F

fisiotersaude
fisiotersaude6.webnode.com
claudiabodart6@gmail.com
21 98465-7088/3176-2921
https://www.agendaai.com.br/local/?k=13269.TYz

Úlceras de decúbito- Escaras de pressão.

A palavra escara é um termo antigo, sendo usado atualmente para descrever a necrose escura que recobre a úlcera de pressão, assim conhecida atualmente. É provocada por pressão local permanente, geralmente nas proeminências ósseas resultando em danos nos tecidos subcutâneo, músculos, articulações e ossos, causando a morte dos tecidos (necrose)

É um problema frequente em pessoas com lesão medular pois a falta de sensibilidade e controle de parte do corpo favorece a manutenção da mesma posição por muitas horas e a própria cadeira de rodas faz pressão sobre o corpo. Também comum na diabetes especialmente nos que forem obesos, nas idades avançadas e nos sedentários.

 

Estágio I Aparecimento de vermelhidão (eritema) que, mesmo após o alívio da pressão não desaparece.

Estágio II Formação de bolha, com conteúdo aquoso.

Estágio III Aparecimento de necrose do tecido subcutâneo.

Estágio IV Acometimento de estruturas profundas; necrose de músculos e tendões, aparecimento de estrutura óssea.

Estágio I Aparecimento de vermelhidão (eritema) que, mesmo após o alívio da pressão não desaparece.

Estágio II Formação de bolha, com conteúdo aquoso.

Estágio III Aparecimento de necrose do tecido subcutâneo.

Estágio IV Acometimento de estruturas profundas; necrose de músculos e tendões, aparecimento de estrutura óssea.

Estágio I Aparecimento de vermelhidão (eritema) que, mesmo após o alívio da pressão não desaparece.

Estágio II Formação de bolha, com conteúdo aquoso.

Estágio III Aparecimento de necrose do tecido subcutâneo.

Estágio IV Acometimento de estruturas profundas; necrose de músculos e tendões, aparecimento de estrutura óssea.

Estágio I Aparecimento de vermelhidão (eritema) que, mesmo após o alívio da pressão não desaparece.

Estágio II Formação de bolha, com conteúdo aquoso.

Estágio III Aparecimento de necrose do tecido subcutâneo.

Estágio IV Acometimento de estruturas profundas; necrose de músculos e tendões, aparecimento de estrutura óssea.

Estágio I Aparecimento de vermelhidão (eritema) que, mesmo após o alívio da pressão não desaparece.

Estágio II Formação de bolha, com conteúdo aquoso.

Estágio III Aparecimento de necrose do tecido subcutâneo.

Estágio IV Acometimento de estruturas profundas; necrose de músculos e tendões, aparecimento de estrutura óssea.

Estágio I Aparecimento de vermelhidão (eritema) que, mesmo após o alívio da pressão não desaparece.

Estágio II Formação de bolha, com conteúdo aquoso.

Estágio III Aparecimento de necrose do tecido subcutâneo.

Estágio IV Acometimento de estruturas profundas; necrose de músculos e tendões, aparecimento de estrutura óssea.

Estágio I Aparecimento de vermelhidão (eritema) que, mesmo após o alívio da pressão não desaparece.

Estágio II Formação de bolha, com conteúdo aquoso.

Estágio III Aparecimento de necrose do tecido subcutâneo.

Estágio IV Acometimento de estruturas profundas; necrose de músculos e tendões, aparecimento de estrutura óssea.

Estágio I Aparecimento de vermelhidão (eritema) que, mesmo após o alívio da pressão não desaparece.

Estágio II Formação de bolha, com conteúdo aquoso.

Estágio III Aparecimento de necrose do tecido subcutâneo.

Estágio IV Acometimento de estruturas profundas; necrose de músculos e tendões, aparecimento de estrutura óssea.ok